Notícias

As donas da bola

O time de Queimada da Manaus Previdência convoca a torcida para comparecer em peso à estreia da modalidade que acontece neste sábado, 03/08, a partir das 8h, no Ginásio do Zezão, no São José, zona Leste. Animadas após fazerem primeiro gol da equipe de Futsal, as jogadoras agora querem um novo feito: vencer uma partida.

Disposição não falta às jogadoras. Após a eliminação do futsal, toda a adrenalina em busca da primeira vitória voltou-se para a queimada. Não faltaram ensaios de marcação de treino para aprimorar a técnica de jogo, mas, em decorrência de compromissos extracampo das atletas, tal encontro nunca pôde acontecer. Para a jogadora Luciane Fridschtein, a falta de treino não afetará a perfomance da equipe. “Temos anos de experiência na modalidade”, justifica. “Nosso desafio será no controle da ansiedade da estreia. Mas, apostamos no bom entrosamento dos componentes da equipe e no compromisso de buscarmos o nosso melhor”, complementou.

O treino em conjunto não aconteceu, mas as atletas mantiveram seus exercícios rotineiros em busca do aperfeiçoamento físico. Acostumada a correr nas areias branquíssimas das praias de São Pedro da Aldeia, município da Região dos Lagos do Rio de Janeiro, Carolinne Santos trocou as areias pelas calçadas em Manaus. No último sábado, a atleta foi flagrada praticando corrida com wall ball de 7 quilos na rua Maceió, no bairro N.S. das Graças. Foram cinco vezes o circuito, incluindo duas corridas na av. Mário Ypiranga e mais três nas imediações da praça Chile, somando aproximadamente 30 quilômetros, tudo sob um clima ameno de 42° C. Ainda havia fôlego para, pelo menos, mais duas rodadas no circuito, mas a atleta teve que parar o treino para ir para casa e alimentar os três filhos: Fred, Zig e  a caçula Ludmila. “Eles são a minha inspiração”, disse, revelando que o mais velho adora a prática de voo livre, já tendo realizado um salto escondido da mãe. “Na ansiedade, ele esqueceu de usar as térmicas. Mas, apesar de ter ficado todo quebrado, sem dentes e com apenas uma vida, por ter usado as outras seis de uma única vez, continuou lindo e hoje está recuperado”, disse a orgulhosa mamãe, que até pensou em mudar o nome do filho para Ícaro, após essa experiência.

 

REFORÇO

O time também terá o reforço da experiente atleta Cláudia Feijão, que não pôde participar dos jogos do Futsal por estar em gozo de férias. Exímia jogadora de queimada, onde praticava desde quando era pequenininha, nas ruas da pacata cidade de Oriximiná/PA, Feijão lembra que o jogo, na época, era “sem frescura”. “Era pá pow”, resume, dizendo que a bola era a famosa Pingo de Leite. “Eu matava mais do eu morria”, lembra, com sangue nos olhos, ao relembrar os velhos tempos. “Então, acho que vou jogar bem neste sábado”, falou suavemente, com a íris voltando à cor normal.

Outro fator de incentivo à jogadora foi o seu sentimento após assistir ao show da ídola Dona Onete, atração principal da Virada Sustentável Manaus 2019, no dia 27/07. Feijão percebeu que o céu é o limite. “Se ela canta e encanta com vigor sentada em uma cadeira de rodas, também podemos superar nossos obstáculos”, filosofou, cantarolando a música “No meio do pitiú, no meio do pitiú, no meio do pitiú… a garça namoradeira namora o malandro urubu…”, ao término da entrevista.

A equipe de queimada da Manaus Previdência entra em quadra com as jogadoras Carolinne Santos, Cláudia Feijão, Dianna Lima, Iany Santos, Karen Guimarães, Karina Lima, Luciane Fridschtein, Marcia Claudia, Thayanne Jardim e Wanessa Galiza.

Ascom – Manaus Previdência

Texto: Marcia Claudia Senna / Manaus Previdência

Foto: Lucas Cabral / Manaus Previdência

Notícias relacionadas