Notícias

Assédio moral no trabalho

Causas e consequências do assédio moral no trabalho foi o tema de seminário promovido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT11), na sexta-feira, 31/05, no auditório do Fórum Trabalhista de Manaus. Entre os participantes, a técnica previdenciária Luciane Fridschtein, da Manaus Previdência.

Conforme a servidora, a significação do assédio moral no plano interno é fundamental para uma mudança de postura e cultura das relações cotidianas de trabalho entre os servidores. “Neste sentido, foi dado um grande destaque aos 3C: Conhecimento, Conscientização e Combate à violência no trabalho”, diz, acrescentando que também foi ressaltado o direito da desconexão, que permite o desfrute do tempo fora do trabalho sem que o trabalhador esteja o tempo inteiro disponível por outros meios, como o aplicativo WhatsApp, por exemplo.

Abordagens que compõem o cenário de assédio, como gestores tóxicos, gestão por stress, omissão e cumplicidade, também fizeram parte do conteúdo do seminário. “A dificuldade de se comprovar atitudes que em conjunto causam sofrimento psíquico e adoecimento dos servidores foram tratados em profundidade”, informa Fridschtein. “Os próprios expositores reconheceram que o tema é delicado, porém, necessário para que todos no ambiente de trabalho compreendam a responsabilidade individual na construção de um ambiente de não violência, respeitando as diferenças”, afirma.

A palestra de abertura do seminário foi realizada pelo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e Ouvidor-Geral do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), Cláudio Mascarenhas Brandão, que vai abordou o tema “Números do Assédio Moral na Justiça do Trabalho: O papel das Ouvidorias”.


Ascom – Manaus Previdência

Texto: Marcia Claudia Senna

Foto: Arquivo Pessoal

Notícias relacionadas