Notícias

Curso reforça proteção ao patrimônio previdenciário do Município de Manaus

Responsável pelo pagamento de mais de 7 mil benefícios, entre aposentadorias e pensões, a Prefeitura de Manaus iniciou a semana promovendo mais uma ação visando reforçar a proteção ao patrimônio previdenciário. Nesta segunda e terça-feira, 23 e 24/09, membros do Comitê de Investimentos (Cominv) da autarquia, conselhos Fiscal, Diretor e de Previdência, além de demais interessados, vão participar de curso sobre “Gestão de Riscos em Investimentos”. A ação acontece no auditório da Manaus Previdência, localizada na av. Constantino Nery, nº 2.480 – Chapada, zona Centro-Sul, das 8h às 17h.

“É a continuidade da linha que estamos seguindo, por orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto, de oferecer qualificação aos membros dos conselhos que compõem a estrutura da Manaus Previdência, assim como todos os gestores, a fim de que fiquemos bem conscientes da importância do estudo, do trabalho, da observação do mercado para que corramos cada vez menos riscos ao realizar os investimentos”, disse a diretora-presidente da Manaus Previdência, Daniela Benayon.

Dentro do processo de solidariedade que envolve os entes previdenciários, foram convidados e estão participando representantes de órgãos previdenciários do interior do Estado: Presidente Figueiredo, Beruri, Coari e Itacoatiara.

Realizado em parceria com a empresa Grid Investimentos, o curso vai abordar seis tópicos macros, incluindo os principais pontos referentes à composição dos instrumentos de renda fixa, variável e derivativos. O facilitador será o estatístico Ronaldo de Oliveira, mestre em Engenharia Elétrica, bacharel em Direito e Ciências Atuariais. “Esse curso é importante e atende à nova lei do Governo Federal, a de nº 13.846, que determina a capacitação não apenas dos representantes dos comitês de investimentos, mas também para todas as partes dos conselhos do ente previdenciários, auxiliando-os, também nas provas de certificações na área”, destacou Oliveira.

O superintendente de Investimentos e presidente do comitê da área na Manaus Previdência, Flávio Castro, diz que o tema é essencial para o complemento da formação técnica de todos os envolvidos no processo de investimentos da autarquia, assim como de outros servidores que tenham interesse em obter conhecimentos na área. “Afinal, gerir riscos significa estabelecer, acompanhar, controlar e mitigar os riscos envolvidos em um investimento financeiro”, detalha. “Para a previdência, além de reduzir riscos, essa ação permite um aprimoramento no controle dos ativos, que estão sendo capitalizados para o pagamento de futuras aposentadorias e pensões. Em outras palavras: estamos diligenciando e cuidando melhor do dinheiro público a fim de evitar exposições desnecessárias aos riscos”, resumiu.

O cuidado com a carteira de investimentos da previdência do município é uma característica da gestão municipal desde 2013. Envolveu várias ações, desde a necessária e até então nunca aplicada segregação de massas (criação de contas específicas de receita e despesa para os planos Previdenciário e Financeiro) até a reestruturação dos conselhos que compõem a previdência, principalmente o de Investimentos (Cominv). Este, que tem a missão de subsidiar os conselhos Diretor (Codir) e de Previdência (CMP) nas definições das políticas de investimentos, é composto por sete membros – Flávio Castro, Fernando Krichanã, Caio Andrade, Carolinne Nunes, Jânio Paes, Marcelo Magaldi e Suani Braga -, todos efetivos do município e detentores de algumas das séries de certificações da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

“Para se candidatar a ser membro do Cominv, o interessado tem de ser servidor efetivo, comprovar conhecimento em mercado financeiro e de capitais e ter, pelo menos, certificação CPA-10 da Ambima”, diz Castro. Estes requisitos mínimos, explica, foram aperfeiçoados a partir da adesão da Manaus Previdência ao Pró-Gestão (certificação do Governo Federal que comprova a boa gestão do ente previdenciário) e, mais recentemente, com a publicação da Lei nº 13.846/2019, também do Governo Federal, que alterou os requisitos básicos para membros dos conselhos e comitês dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS).

E o aperfeiçoamento não para. Em novembro, a Manaus Previdência vai realizar um curso preparatório para o exame de certificação do Programa de Certificação de Gestores de Regime Próprio de Previdência Social (CGRPPS), da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec). A avaliação comprova a qualificação técnica necessária dos profissionais que atuam nas instituições de previdência estadual e municipal. “E em 2020, continuaremos fechando parcerias a fim de disponibilizarmos aos servidores da Prefeitura de Manaus e de outros RPPS, cursos, palestras e treinamentos voltados à área de investimentos”, antecipa Castro.


 

Ascom – Manaus Previdência

Texto e fotos: Marcia Claudia Senna / Manaus Previdência

Notícias relacionadas