Notícias

Manaus Previdência marca primeiro gol no Futebol Feminino

Foram oito anos de espera, mas o dia, ou melhor, a noite, chegou! O time de Futsal Feminino da Manaus Previdência se despediu do futsal da 8ª Edição dos Jogos dos Servidores marcando seu primeiro gol na história do campeonato municipal. A construção da jogada foi conjunta, mas quem finalizou para dentro do gol adversário foi a capitã do time, Iany Santos, no final do segundo tempo, quando o placar estava 2 x0 para a equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).  O jogo aconteceu na noite de terça-feira, 23/07, no Ginásio Ninimberg Guerra, no bairro São Jorge, zona Oeste.

“Tive calma, mirei o canto e chutei”, resumiu Iany. “Me sentimento é de pura alegria”, complementou.

Ao término do jogo, um misto de emoção tomava conta das jogadoras previdenciárias: frustração, por terem um gol anulado e, com isso, perdido a chance do empate; alegria, por terem marcado a história da previdência na modalidade; dignidade, pela sensação do dever cumprido; e nostalgia, por estarem se despedindo do campeonato nesta modalidade.

“Acho que para um time onde a maioria nunca tinha jogado futsal, que não treinou antes e que não teve orientação técnica especializada, não fizemos tão feio”, analisou friamente a goleira Laíse Alves, que durante o jogo lançou mão de toda a elasticidade do corpo para fechar o gol previdenciário e evitar um placar mais amplo para as adversárias.

 

PRENÚNCIOS

A análise da goleira tem fundamento. Momentos antes da partida, dois problemas inesperados: desfalques no time e na comissão técnica. Contatos via WhatApp conseguiram evitar o time conceder a vitória à equipe da Semsa por W.O. (sigla de Walkover – vitória fácil, quando uma equipe ganha os pontos da partida devida a equipe adversária estar impossibilitada de competir). O elenco, então, entraria em quadra com o número necessário de jogadoras e teria somente uma reserva no banco.

Mas, faltava solucionar o outro problema: não havia técnico. Ao voltar os olhos para o único homem presente, a equipe não titubeou em eleger o pequeno Guilherme Malta Vargas, de 6 anos, filho da zagueira Wanessa, como o orientador da equipe, ainda que de forma informal, à medida que as regras da competição não permitem tamanha responsabilidade para um jovem de tão tenra idade.

A tática deu certo. Com a experiência de treinar futebol desde os três anos e jogar nas categorias Sub 7 (Futsal) e Sub 9 (futebol de campo), Guilherme levou sua liderança como capitão do time onde atua para a competição. E em conjunto com a equipe, definiu as posições das atletas em quadra: Wanessa e Iany no ataque; Karen Guimarães e Anna Karina como pivôs e Laíse no gol. Diana começou no banco, mas entrou em quadra no decorrer da partida.

Em um jogo onde o drible prevaleceu em relação aos chutões, o início foi equilibrado, mas por volta dos 5 minutos, uma bola rasteira pegou a goleira Laíse de surpresa…. Manaus Previdência 0 x 1 Semsa.

Sem se deixar desmotivar, o técnico Guilherme promoveu a entrada de Diana no lugar de Anna Karina, que sentiu um pouco o ritmo de jogo devido ter passado a manhã inteira trabalhando na solenidade do projeto Feliz Vida Nova.

Com perigo de gol de ambos os times, num bate-rebate no círculo central, a boa espirrou para a lateral esquerda do gol previdenciário. Numa batida rápida, duas jogadoras trocam passes dentro da pequena área, culminando com chute deslocando a ágil goleira Laíse: Manaus Previdência 0 x 2 Semsa.

A nova vantagem no placar acirrou os ânimos das atletas previdenciárias, que partiram para cima. Num dos últimos lances do primeiro tempo da partida, Wanessa cobrou lateral direto e encontrou o gol adversário. Comemoração na quadra, mas decepção logo em seguida com o juiz anulando o gol, justificando que a bola entrou direto, sem bater em nenhuma jogadora, o que contraria as regras da modalidade.

No intervalo, jogadoras e técnico refizeram as estratégias. A tática passou a ser sufocar as jogadoras da saúde em seu próprio campo. Em um jogo equilibrado e com muitos perigos de gols, no final do segundo tempo acontece a jogada que mudou a história da previdência municipal nos Jogos dos Servidores.

O roteiro começou a ser escrito a partir de uma bola parada. Em cobrança de lateral próximo do escanteio à direita do gol adversário, Wanessa repassou para Iany, que pressionada por uma jogadora da Semsa, devolveu para Wanessa, que chutou quase sem ângulo para o gol. A goleira adversária, com as mãos firmes como um alface, rebateu para a marca do pênalti, onde estava Iany. Foi o seu maior erro. Com a frieza de um pitbull, a goleadora ainda teve a impassibilidade para ajeitar levemente a bola, visualizou o posicionamento da goleira e, de bico, mandou no canto direito do gol. Previdência 1 x 2 Semsa e, minutos depois, veio o apito final.

“Se tivéssemos mais uns minutinhos, teríamos empatados o jogo”, declarou Karen, satisfeita com sua estreia jogando na linha.

Primeira experiência na modalidade, a psicóloga Anna Karina analisa que a equipe jogou melhor contra a Semsa do que na estreia, contra a Semef. Opinião compartilhada por Laíse, que sentiu falta de, pelo menos, um treino da equipe. “Não foi um jogo difícil”, disse.

Mesmo frustrada por ter tido um gol anulado, a atacante Wanessa disse que o sentimento é de dever cumprindo. “Foi uma grande diversão e fizemos uma excelente partida, ainda que o placar tenha sido adverso”.

O foco das atletas, agora, passa a ser a competição na modalidade Queimada. Para Iany, a expectativa é de um desempenho melhor, por ser uma atividade que todas as jogadoras têm afinidade. “Acredito em uma participação mais segura, efetiva, devido as meninas se sentirem mais preparadas”, diz.

O mesmo otimismo tem Anna Karina, que enxerga resultados além do placar: “Promoveu-se uma interatividade e sociabilização entre servidoras”, afirma. “Houve a motivação em representar da melhor maneira a nossa instituição”, analisou, com base nos seus conhecimentos na área da psicologia. “Isso reflete em mais otimismo para a queimada”, concluiu.

_ _

Ascom – Manaus Previdência

Texto: Marcia Claudia Senna / Manaus Previdência

Notícias relacionadas