Notícias

Previdência detalha situação da autarquia aos servidores

Servidores da Manaus Previdência iniciaram a semana tendo conhecimento detalhado sobre o desempenho do órgão durante o exercício de 2018. Os informes foram repassados pela diretora-presidente do órgão, Daniela Benayon, em uma reunião geral na tarde desta segunda-feira, 18/03. “Esperamos que os órgãos de fiscalização interna da previdência analisassem e deliberassem pela aprovação do nosso balanço para poder compartilhar o resultado com aqueles que possibilitam as ações na autarquia”, justificou.

Uma das participantes da reunião foi a técnica previdenciária Luciane Fridschtein, lotada no Setor de Gestão de Pessoas (SGEP). Pertencente ao quadro da instituição desde 2017, oriunda de concurso público, Fridschtein destacou a importância da iniciativa da direção no dia a dia dos servidores. “Isso nos possibilita ter uma noção do todo e ao executar a nossa tarefa enquanto servidores, temos clareza do contexto de onde estamos inseridos”, afirma. “Serve como motivação por saber que fazemos parte de uma previdência que presta um bom serviço aos segurados”, arremata.

Cada chefe de setor e/ou coordenador explanou sobre sua área. Entre os informes que receberam, os servidores puderam conhecer a fundo os detalhes sobre a evolução da carteira de investimentos, sempre em ascensão, e que paralelamente tem conseguido reduzir a participação de fundos problemáticos na sua composição. “O alcance da meta atuarial nos possibilitou manter o equilíbrio financeiro necessário para garantir o pagamento de mais de sete mil benefícios”, lembra Benayon.

Na área previdenciária, uma das boas notícias foi o percentual próximo de 100% do atendimento aos prazos de concessão de benefícios – aposentadoria e pensões -, possibilitando uma resposta rápida às demandas dos usuários. “Reduzimos em torno de 30% nos nossos prazos, graças às constantes revisões nos procedimentos”, explica a presidente.

Caso não haja nenhuma pendência de documentos, o prazo médio de concessão de benefícios é de 25 dias úteis para a aposentadoria e de 23 para pensão. Antes, era de 35 e de 30 dias úteis, respectivamente. Durante todo o ano de 2018, a Manaus Previdência analisou 688 processos de concessão de aposentadoria e de 169 de pensão.

Conforme Benayon, integrar os servidores não apenas na execução, mas também nos resultados da autarquia, vai possibilitar o compartilhamento de propostas efetivas e estratégicas, passíveis de serem executadas em menor espaço de tempo, o que significará reflexos nos resultados seguintes. “Alinhando trabalho e metas, vamos muito além de repassar informação: vamos fortalecer a o crescimento da instituição e de cada profissional que torna possível uma previdência sólida, equilibrada e transparente”, finalizou.

 

_ _

Ascom – Manaus Previdência

Texto: Marcia Claudia Senna

Notícias relacionadas